Líderes religiosos são acusados de desvio de dinheiro - Notícias - Instituto Jetro

carregando...

Líderes religiosos são acusados de desvio de dinheiro


Publicado em 20.03.2018

Treze pessoas ligadas a igrejas católicas de Formosa, Planaltina e Posse são acusadas de desviar recursos da administração da Diocese de Formosa. A operação Caifás, do Ministério Público de Goiás, tem como alvo lideranças administrativas e religiosas.

O bispo de Formosa, Dom José Ronaldo, é um dos alvos da Operação e foi levado pela polícia até a delegacia. A arquidiocese informou que ainda não sabe se ele foi preso ou levado para prestar esclarecimentos.

As investigações começaram a partir de denúncias anônimas feitas por fiéis frequentadores das igrejas. Segundo eles, os desvios de dízimos, doações, taxas de batismo e casamento, ocorrem desde 2015.

Ao todo, o Ministério Público de Goiás cumpre treze mandados de prisão e dez de busca e apreensão, nas residências dos alvos, na cúria da Diocese de Formosa, que é o escritório administrativo, nas paróquias de Planaltina e Posse, e também em um mosteiro.

Fonte: EBC, 19/ 03/ 2018

O conteúdo das notícias é de responsabilidade de seus respectivos autores e veículo de comunicação, não refletindo necessariamente a opinião do Instituto Jetro.