Sou viciado em tecnologia! - Tecnologia e Informática - Artigos - Instituto Jetro

carregando...
Home > Artigos > Tecnologia e Informática > Sou viciado em tecnologia!

Sou viciado em tecnologia!


Publicado em 13.05.2014

A Era digital trouxe avanços indiscutíveis para a forma como trabalhamos e vivemos. O acesso ao conhecimento aumentou, os custos de comunicação e viagens foram reduzidos. Enfim, a tecnologia tem um poder tremendo, mas em contrapartida fez aparecer pessoas com problemas de concentração e com isso a diminuição da produtividade.

 Um estudo mostra que profissionais que trabalham em frente de um computador são interrompidos a cada três minutos. Toda vez que isso ocorre, leva-se até 23 minutos para retomar a tarefa. Em uma semana, um profissional distraído perdeu muitas horas de trabalho. Além disso, o desgaste mental de mudar de uma atividade para outra faz a pessoa ficar muito mais cansada.

Essa ansiedade por atualização se reflete no trabalho de algumas maneiras. Em primeiro lugar, ela causa um aumento da insegurança: os profissionais sentem-se na obrigação de estar disponíveis 24 horas por dia, já que o trabalho não fica mais restrito ao escritório. Além disso, as pessoas passam mais tempo observando os outros nas redes sociais e fazendo comparações. Com isso, elas deixam de se medir com o colega ou até mesmo com elas mesmas para se comparar, com todos os usuários das redes sociais, o que pode ser terrível para a autoestima.

Alguns efeitos nocivos da tecnologia em nosso dia a dia:

Não somos multitarefas: eu fico impressionado com a juventude de hoje. Eles estudam com a TV ligada, escutam música em seus fones de ouvido e falam com os amigos na internet. Incrível né? Não! Infelizmente para o nosso cérebro, não há multitarefas. Quando tentamos fazer mais de uma coisa ao mesmo tempo, nosso cérebro acaba destinando pouca energia.
Ficar sozinho faz parte do crescimento: a tecnologia permite que você esteja com quem quiser, onde quiser. Você nunca fica sozinho. Mas, a capacidade de estar sozinho é crucial para as relações, para as conversas, para a criatividade.

Uma nova geração de cyberobesos: em bem pouco tempo a internet será uma das maiores causadoras de obesidade. As pessoas, por não terem executado suas tarefas no tempo estipulado, vão ter de cumprir o serviço alguma hora e por isso, irão sacrificar os momentos de praticar atividade física e trocarão refeições por lanches.

Supere a ansiedade: a ansiedade digital será incluída a partir deste ano em alguns países no Manual de Transtornos Mentais, espécie de lista das doenças psiquiátricas existentes. Trata-se de um vício, na linha das dependências comportamentais, de como comprar ou jogar. Momentos ruins fazem parte da vida: estava almoçando num badalado restaurante para executivos e fiquei espantado, pois numa mesa de 4 pessoas TODAS estavam acessando seus smartphones. Os celulares tornaram-se uma forma de escapar de momentos chatos, basta se conectar. Mas, os momentos ruins fazem parte da vida e nos ajudam a assimilar coisas importantes. Eles nos dão paciência, nos ensinam a lidar com as perdas.

Uma pesquisa mostra que 62% das pessoas que admitem adiar atividades o fazem porque se perdem navegando na internet. O estudo constatou que 25% dos pesquisados gastam até uma hora no trabalho com assuntos pessoais na web.

Se você é uma dessas pessoas, a solução para esse problema é assumir o controle da sua vida digital.

Caso você não saiba como, listei três itens que acho importante:

Controle do Tempo: verifique mensagens e redes sociais somente à noite depois de ter cumprido toda a sua agenda. Mas, estipule um tempo de uma hora. Isso evita checagens a todo instante. Ao reduzir as fontes de distração, fica mais fácil manter a concentração.

Saia do escritório: a era digital está criando pessoas com dificuldades de interação social.

Marque encontros pessoais em substituição a e-mails ou telefonemas.
Por incrível que pareça, as melhores informações aparecem nos momentos em que não se está conectado.

Reprodução Autorizada desde que mantida a integridade dos textos, mencionado o autor e o site http://www.institutojetro.com e comunicada sua utilização através do e-mail artigos@institutojetro.com

Leia também
O custo dos relacionamentos tecnológicos
Tecnologia para apoiar a expansão do evangelho
BlackBerry, mais que um telefone

URL: http://www.institutojetro.com/artigos/tecnologia-e-informatica/sou-viciado-em-tecnologia.html
Site: www.institutojetro.com
Título do artigo: Sou viciado em tecnologia!
Autor: Prof. Menegatti

Mais Lidos

carregando...

Comentários