Ativismo ministerial x Alegria no ministério - Reflexão - Artigos - Instituto Jetro

carregando...
Home > Artigos > Reflexão > Ativismo ministerial x Alegria no ministério

Ativismo ministerial x Alegria no ministério


Publicado em 01.06.2007

Na Segunda Guerra Mundial um piloto liga para a torre mais próxima e diz:  "Eu creio que estou perdido." Vocês podem me dar a minha localização?"  A torre responde:  "Temos uma boa noticia e uma má noticia. A má noticia é que você está mesmo perdido.  A boa noticia, porém, é que você está voando perdido em tempo recorde." Essa história ilustra a prática de muitos pastores. Eles têm sucumbido à vida agitada do seu rebanho.

Você sabia que a venda de sucos congelados tem caído drasticamente porque as pessoas não querem mais esperar que eles se descongelem? Hoje o que se vende mais é o suco em pó porque é mais rápido, é instantâneo! 

Pastores tem perdido a sua alegria. O ministério tem se tornado um fardo, ao contrário do que as Escrituras ordena que seja.  Se as Escrituras não estão erradas e - não estão mesmas - então alguma coisa está mesmo errada do nosso lado.  A correria e o ativismo ministerial estão afetando algo essencial da fé cristã: a nossa alegria.  Parece-me que Jó já havia identificado isso ao dizer: Meus dias correm mais velozes que um atleta; eles voam sem um vislumbre de alegria (Jó 9:25).

Outro dia, li uma oração de Agostinho que mexeu muito comigo e creio que pode também ter reflexos em muitos corações.  Agostinho ora dizendo:  A casa da minha alma é muito pequena para que o Senhor nela possa vir.  Que ela possa ser alargada pelo Senhor.  Ela está em ruínas; restaura-a.

Pastor, cuide da sua alma! Resista ao ativismo desvairado! Identifique o real estado de seu coração. Seja brutalmente honesto consigo mesmo. 

Eu tenho chegado a uma terrível conclusão. Penso que o inimigo número um de Deus é o serviço. Isso porque é o serviço que nos enche de orgulho. Orgulho de estarmos produzindo, orgulho de estarmos entregando tarefas. Orgulho pelos constantes tapinhas nas costas de aprovação das pessoas. Mas não foi Jesus que repreendeu Marta por estar "produzindo" e louvou Maria pela sua contemplação e dedicação ao parar tudo para ouvir o Mestre?

A realidade inequívoca é que, no meio da correria , uma voz grita dentro de nós: Alguma coisa está faltando no meio de tudo isso...existe algo mais! Realmente está faltando alguma coisa no meio de tudo isso. No seu mais profundo íntimo o que você deseja experimentar é um cuidado maravilhoso do Pai, uma grande aventura, uma grande relação de amor. Nós fomos criados para algo maior, muito maior. Nós sabemos disso.

Mas nós abafamos essa voz através das muitas atividades! Da muita correria!  Da muita agitação. E abafando essa voz, a voz do nosso coração, divorciamos nossa vida interior da vida exterior. Protegemo-nos mantendo uma certa distância entre nós mesmos e outras pessoas, entre nós mesmos e nosso próprio coração, escondendo a realidade do agnosticismo prático que estamos vivendo.

Mas ao mesmo tempo ouvimos a insistente VOZ que nos diz:

Filho... "Acima de tudo, guarde o seu coração, pois dele depende toda a sua vida." 

Essa é a minha palavra a mim mesmo e a todos os pastores, essa gente tão preciosa que Deus tem chamado para a construção do Seu Reino.

Reprodução Autorizada desde que mantida a integridade dos textos, mencionado o autor e o site www.institutojetro.com e comunicada sua utilização através do e-mail artigos@institutojetro.com

URL: http://www.institutojetro.com/artigos/reflexao/ativismo-ministerial-x-alegria-no-ministerio.html
Site: www.institutojetro.com
Título do artigo: Ativismo ministerial x Alegria no ministério
Autor: Nélio DaSilva

Mais Lidos

carregando...

Comentários