A ecdise da mente - Reflexão - Artigos - Instituto Jetro

carregando...
Home > Artigos > Reflexão > A ecdise da mente

A ecdise da mente


Publicado em 04.09.2007

Ecdise, s.f. - Gr. ekdusis. Mudança da cobertura calcária de certos crustáceos, que ocorre periodicamente.

O apóstolo Paulo escreveu aos cristãos de Roma, instruindo cada um deles a se transformarem através da renovação de seus pensamentos: "E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus (Romanos 12:2)". Paulo expõe aqui, penso eu, a ferramenta mais importante na vida de um cristão. Permitir que haja uma mudança em nós, algo que vem de dentro para fora, provocando uma visível diferença. Pelo meu entendimento, seria sim o maior e mais importante processo na vida de uma pessoa que escolhe a Jesus.

Engordando a alma

"À medida que a alma engorda, mais bonita ela fica!", escreveu o renomado escritor brasileiro Rubem Alves. Ao contrário do que se prega por aí, que a estética do corpo é o que importa, o escritor realça a necessidade de alimentar e alargar a silhueta do que vai dentro de nós. A alma é a única que fica de fora nesse processo moderno de crescimento pessoal, onde todos querem tudo e acabam velhos e doentes, gastando a aposentadoria em remédios e centros de recuperação.

A alma precisa engordar para se tornar bela, ela precisa de constante alimento. E assim, vai chegar a hora de mudar de casa, sair da zona de conforto e encarar novos desafios. A boa e velha acomodação fica pequena, e precisamos mudar. A mente muda, a alma muda; mudam os olhos e novas perspectivas são criadas. Mesmo que eu permaneça no mesmo lugar, com as mesmas pessoas ou fazendo a mesma coisa, dentro de mim será uma nova pessoa, mais alargada, ampliada, com novos paradigmas, uma outra presença.

Coração influenciador

Uma pessoa que sabe para onde vai convence qualquer um a acompanhá-lo. Jesus fez isso com os seus discípulos. Ele sabia de onde vinha e qual seria o desfecho de sua história. A grande Obra estava apenas começando e tinha um destino certo. Influenciar positivamente aqueles que O encontravam pelo caminho foi fácil, pois além de trazer consigo o poder da Palavra de Deus, era carismático e se mostrava uma pessoa de fibra. Qualquer um estima alguém assim, e deseja estar sempre em sua companhia.

Marchal McLuhan, um dos grandes pensadores da comunicação no século XX, fez uma afirmação surpreendente: "A IBM só começou a navegar com boa visibilidade depois que descobriu que não estava no ramo de produção de máquinas e equipamentos para escritórios, e sim no de processamento da informação (Understand Media; Cultrix; 1964)". O Evangelho é a informação mais preciosa que deve ser processada no coração da humanidade. O crente não deve ser um ativista de plantão, disposto somente a fazer coisas. Jesus era um influenciador de pessoas, ele sempre dizia: "a tua fé te salvou... a tua fé te curou...". Compreender quem somos e para onde vamos define o ritmo da nossa jornada. Temos uma missão a cumprir e só seremos capazes quando entendermos que a igreja é feita com pessoas de atitude.

Paulo nos instiga a procurar, com esforço, uma mudança genuína, que irá custar caro, mas que vai nos fazer crescer. É uma decisão pessoal e será pra valer quando nos levar a reparti-la com outros.

Em busca da felicidade

Daniel Goleman, em seu best seller "Inteligência Emocional", diz: "A sensação de felicidade dá ao corpo um total relaxamento, assim como disposição e entusiasmo para a execução de qualquer tarefa que surja e para seguir em direção a uma grande variedade de metas". O autor nos dá uma explicação simplificada do que chamaríamos de paz. Estar em paz é estar feliz. Quem busca a felicidade na verdade está querendo um pouco de paz. Jesus fala de uma paz que o mundo não poderia nos dar, algo que vai além de todo entendimento. Paz e felicidade são a mesma coisa. Quem está em paz, está feliz. Nesse processo de mudança, para novos ares, precisamos nos dar oportunidades de fazer coisas novas, conhecer pessoas, enfrentar desafios. E essa paz que o cristão tem o levará a lugares insólitos, mesmo vivendo no mesmo bairro ou freqüentando a mesma igreja.

A antiga casa "conformada" vai te apertar, abafar e atrofiar, até que venha o desânimo e desapareça a coragem para a mudança. Quando o artrópode encara o desafio de abandonar a casca que o envolve, e sai em busca de uma nova morada, ele expõe o frágil corpo e fica desprotegido, correndo sérios riscos. Esse é o grande desafio para cada um de nós - mostrar a verdade, revelar a nossa humana limitação. É a hora de confessar que não sabemos tudo, que não temos força e pedir ajuda, que o dinheiro está curto, que não sabemos responder aquela pergunta, e por aí vai... Ganhamos novos olhos, a alma engorda e não cabemos mais dentro do velho casulo; aí precisamos de uma casa nova para acomodar um ser que cresce.

Jesus conhece as nossas necessidades e começa o tratamento exatamente por elas. Já que a paz produz  felicidade, ela se torna a força motriz capaz de matar o medo, arrancar a mente do lugar e levá-la para frente.

Reprodução Autorizada desde que mantida a integridade dos textos, mencionado o autor e o site www.institutojetro.com e comunicada sua utilização através do e-mail artigos@institutojetro.com

URL: http://www.institutojetro.com/artigos/reflexao/a-ecdise-da-mente.html
Site: www.institutojetro.com
Título do artigo: A ecdise da mente
Autor: William Barter

Mais Lidos

carregando...

Comentários