Deus é Pai - Liderança Pastoral - Artigos - Instituto Jetro

carregando...
Home > Artigos > Liderança Pastoral > Deus é Pai

Deus é Pai


Publicado em 13.08.2013

"Porque vós sois filhos, enviou Deus ao nosso coração o Espírito de seu Filho, que clama: Aba, Pai!" (Gálatas 4.6).

O judaísmo já conhecia Deus como pai, mas o tratamento direto, com a intimidade de uma criança, representa algo novo na prática e ensinamentos de Jesus (Marcos 14.36). Abba, em aramaico, (Romanos 8.15 e Gálatas 4.6) era a forma de uma crianças tratar o seu pai, e não a maneira bem mais formal, "o pai" ou "nosso pai", mas a palavra simples e íntima, "papai".Jesus conhecia a Deus como Pai e veio nos capacitar a conhecê-lo dessa forma (Broadman).

"Porque vós sois filhos, enviou Deus ao nosso coração o Espírito de seu Filho, que clama: Aba, Pai!" (Gálatas 4.6).

Que tipo de Pai é Deus?

Deus é pai provedor.
Tudo vem das mãos abençoadoras do nosso Pai. "Toda boa dádiva e todo dom perfeito são lá do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não pode existir variação ou sombra de mudança" (Tiago 1.17). Deus provê todas as necessidades de seus filhos. "E o meu Deus, segundo a sua riqueza em glória, há de suprir, em Cristo Jesus, cada uma de vossas necessidades" (Filipenses 4.19). É o Pai Nosso que nos dá o pão de cada dia (Mateus 6.9,11).

Deus é pai amoroso.
"Vede que grande amor nos tem concedido o Pai, a ponto de sermos chamados filhos de Deus; e, de fato, somos filhos de Deus" (1 João 3.1). Em seu grande amor, é pai que se compadece (Salmo 103.13), Pai de misericórdias (2 Coríntios 1.3), a ponto de tomar uma decisão extrema de entregar seu filho unigênito para que, ao morrer na cruz, se tornasse o primogênito de muitos. "Porquanto aos que de antemão conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos" (Romanos 8.29). Éramos órfãos, mas o Senhor nos adotou (Gálatas 4.5-7; Salmos 27.10; 68.5). 

Deus é pai conselheiro. 
Ele nos ensina o caminho que devemos andar nos dando a direção e a sabedoria necessárias para nossa caminhada. "Para que o Deus de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai da glória, vos conceda espírito de sabedoria e de revelação no pleno conhecimento dele" (Efésios 1.17). 

Deus é pai disciplinador. 
"Porque o Senhor repreende a quem ama, assim como o pai, ao filho que quer bem" (Provérbios 3.12). Disciplinar é um ato de amor. O pai que não disciplina a seu filho demonstra que não ama. "Filho meu, não menosprezes a correção que vem do Senhor, nem desmaies quando por ele és reprovado; porque o Senhor corrige a quem ama e açoita a todo filho a quem recebe. É para disciplina que perseverais (Deus vos trata como filhos); pois que filho há que o pai não corrige? Toda disciplina, com efeito, no momento não parece ser motivo de alegria, mas de tristeza; ao depois, entretanto, produz fruto pacífico aos que têm sido por ela exercitados, fruto de justiça" (Hebreus 12.5b-7, 11).

Deus é pai modelo.
Ele é nosso modelo inspirador e perfeito. "Portanto, sede vós perfeitos como perfeito é o vosso Pai celeste" (Mateus 5.48). Diante de tanta falta de referencial em nossos dias, temos em Deus nosso modelo perfeito de Pai.
Deus é pai e como tal cuida de seus filhos, provendo, amando, aconselhando, disciplinando e sendo modelo perfeito a todos os seus filhos com intuito de preservar-lhes a salvação.

Artigo concedido gentilmente pelo autor e publicado originalmente no site www.ipilon.org.br Para reprodução enviar solicitação pelo e-mail comunicacao@ipilon.org.br

Leia Também:

URL: http://www.institutojetro.com/artigos/lideranca-pastoral/deus-e-pai.html
Site: www.institutojetro.com
Título do artigo: Deus é Pai
Autor: João Luís Simoneti

Mais Lidos

carregando...

Comentários