Artigos

Compartilhe

Reflexão

Sobre escolhas e rainhas

Pessoas certas, nos lugares certos, podem mudar os rumos da história. Pessoas erradas, nos lugares errados, também. Estas, para pior. Aquelas, para melhor. Pessoas certas, nos lugares certos, são como torrentes de águas em dias quentes; como abrigos seguros em dias de tempestade. Pessoas erradas, nos lugares errados, são como inundações que arrastam casas e pessoas; como terremotos que abalam os alicerces e destroem os fundamentos. Nada mais gratificante que uma pessoa certa, no lugar certo. Nada mais trágico e traumático que uma pessoa errada, no lugar errado.

Ester, a bela de Israel, foi "a mulher certa, no lugar certo". Sua presença na corte de Assuero, aliada à grande coragem com que intercedeu diante dele em favor de seu povo, impediu que tivesse sucesso um plano de extermínio dos judeus. Duas frases, no livro que leva seu nome, são dignas de menção. A primeira é de Mordecai, seu primo e tutor, incentivando-a a lutar por seus compatriotas: "Se de todo te calares agora, de outra parte se levantará para os judeus socorro e livramento, mas tu e a casa de teu pai perecereis; e quem sabe se para esta hora é que foste elevada a rainha?" (4:14). A segunda é da própria Ester, respondendo ao desafio: "Vai, ajunta a todos os judeus que se acharem em Susã e jejuai por mim... eu e as minhas servas também jejuaremos. Depois, irei ter com o rei, ainda que é contra a lei; se morrer, morri" (4:16).

Jezabel, a feiticeira, foi "a mulher errada, no lugar errado". Sua presença indevida e idólatra na corte de Acabe, associada à maldade com que interferia em questões do palácio, resultou, dentre outras atrocidades, no extermínio cruel e violento de quase todos os profetas do Senhor que viviam em Israel. Duas frases, registradas nos livros dos reis, uma em cada um deles, também merecem ser mencionadas. A primeira descreve a influência que exercia sobre seu marido: "Ninguém houve, pois, como Acabe, que se vendeu para fazer o que era mau perante o SENHOR, porque Jezabel, sua mulher, o instigava" (1 Rs 21:25). A segunda demonstra o prejuízo que representou para o povo de Israel: "Vendo Jorão a Jeú, perguntou: Há paz, Jeú? Ele respondeu: Que paz, enquanto perduram as prostituições de tua mãe Jezabel e as suas muitas feitiçarias?" (2 Rs 9:22).

Ester e Jezabel: duas mulheres, duas escritas. A primeira, salvação. A segunda, caos. A primeira, colocada por Deus no lugar em que precisava estar. A segunda, colocada por homens, em declarada rebelião à vontade de Deus, no lugar que jamais deveria ter ocupado. Enquanto a escolha de Deus salvava vidas e garantia a existência segura de toda uma nação, a escolha feita por homens sem temor de Deus em seus corações precipitava o povo à ruína e antecipava a chegada da morte para tantos quantos não atendiam aos interesses mesquinhos de uma vida marcada pelo ódio e pela ambição.

A oração de um povo deve ser para que Deus mesmo coloque pessoas certas nos lugares certos, orientando escolhas e fazendo cumprir seus eternos propósitos.

Reprodução Autorizada desde que mantida a integridade dos textos, mencionado o autor e o site www.institutojetro.com e comunicada sua utilização através do e-mail artigos@institutojetro.com