Artigos

Compartilhe

Reflexão

Sacola de desculpas

Em todos os acontecimentos ou situações pelas quais passamos, acumulamos experiências que tendem a nos levar à maturidade. Não vivemos para cometer erros, mas durante a nossa caminhada podemos errar. Contudo, Deus deseja que todos os Seus filhos cresçam, alcançando a estatura de varão perfeito.

Um dos principais inimigos do nosso crescimento são as “desculpas”. Através das “desculpas” e da “auto-justificação”, muitas pessoas se colocam em uma posição na qual se sentem plenamente maduras, como que não precisando aprender mais nada. Outras, através das desculpas, se consideram incapazes de crescer, pois têm medo dos novos desafios. Por trás dos dois casos está o orgulho.

Usamos o termo “sacola de desculpas” para ilustrar o comportamento daquelas pessoas que sempre têm uma desculpa pronta para toda e qualquer situação. Ela carrega essa sacola para cima e para baixo e, todas as vezes em que é solicitada para fazer algo, ou confrontada com alguma situação, vai logo retirando a sua desculpa da sacola: “O outro faz melhor que eu”. “Eu não consigo”. “Isto está além das minhas forças”. “Foi culpa dele”. “Cresci assim, não tenho como mudar”. “Estou assim por causa do mundo corrupto”. “A carne é fraca”. “O diabo é sujo”.

Precisamos ter em mente que nós somos responsáveis por determinar onde queremos chegar, tanto no âmbito profissional quanto no ministerial ou familiar. O nosso futuro é determinado pelas escolhas que fazemos.

Deus quer que desfrutemos o Seu plano perfeito para as nossas vidas. Entretanto isso só acontecerá se decidirmos tomar posse e crescer.

A primeira desculpa!

“Então, disse o homem: A mulher que me deste por esposa, ela me deu da árvore, e eu comi” (Gn 3.12)

Toda desculpa é dada para justificar algo pelo qual não queremos assumir a responsabilidade! Logo após ter desobedecido a Deus, Adão, ao ser questionado a respeito do pecado, tentou usar uma desculpa. “Foi a mulher que me deste”. Adão, com medo do que havia feito, joga toda a culpa em Deus, por ter lhe dado uma mulher, e em Eva, por lhe ter oferecido o fruto.

Na maioria das vezes começamos a usar desculpas que pensamos ser sem importância, mas quando nos damos conta estamos totalmente dependentes delas. A Bíblia nos ensina que devemos desviar de toda aparência do mal!

O diabo é sujo

Algumas pessoas usam desta desculpa o tempo todo. Quero deixar bem claro que isso é verdade! O diabo veio para roubar, matar e destruir (Jo 10.10), mas somos nós que decidimos pecar ou andar na corda bamba perto do pecado. Ninguém é obrigado a pecar!

Somos nós que escolhemos o canal de TV que assistimos, o site que entramos ou até mesmo os lugares que freqüentamos. Toda escolha implica em conseqüências. Apresentar desculpas para encobrir erros apenas as tornarão piores.

Não tenha medo da situação

“Vem, agora, e eu te enviarei a Faraó, para que tires o meu povo, os filhos de Israel, do Egito. Então, disse Moisés a Deus: Quem sou eu para ir a Faraó e tirar do Egito os filhos de Israel?” (Ex 3.10-11)

“Então, disse Moisés ao SENHOR: Ah! Senhor! Eu nunca fui eloqüente, nem outrora, nem depois que falaste a teu servo; pois sou pesado de boca e pesado de língua” (Ex 4.10).

Vemos aqui uma passagem da qual podemos tirar um grande aprendizado. Deus fala para Moisés que ele libertaria o povo das mãos de faraó. Por causa do medo de tão grande responsabilidade Moisés tenta se apoiar na desculpa de que ele não sabia falar bem. Mesmo Deus lhe mostrando que era Ele quem o capacitaria, Moisés insistia em apoiar-se em suas desculpas, chegando a despertar a ira de Deus (Ex 4.14).

Não precisamos ter medo de nenhum dos planos de Deus para a nossa vida. É Deus quem nos capacita para cumprir todos eles.

Escondermo-nos atrás das nossas limitações nos fará apenas permanecer na posição em que nos encontramos, deixando de crescer e de desfrutar da plenitude das bênçãos de Deus para as nossas vidas.

Assim como Deus está sempre disponível para nos abençoar, precisamos estar dispostos a fazer tudo aquilo que agrada o Seu coração. Desculpas são para os fracos!

Precisamos crescer!

Não podemos nos escorar em desculpas que nos levam a esconder os nossos erros. Adão poderia ter assumido seu erro, mas preferiu culpar Deus e sua esposa. Errar não é nosso objetivo final. Se errarmos, devemos nos levantar, aprender com nossos erros, e prosseguir. Deus não somente apresenta Sua vontade para nós, Ele também nos capacita a cumpri-la.

Reprodução Autorizada desde que mantida a integridade dos textos, mencionado o autor e o site www.institutojetro.com e comunicada sua utilização através do e-mail artigos@institutojetro.com