Artigos

Compartilhe

Reflexão

O sonho de Jesus

E Jesus estava ... dormindo sobre o travesseiro (Marcos 4.38).

Um poeta brasileiro chamado Stenio Marcius escreveu uma canção imaginando um momento que Jesus, exausto, chega à casa de um amigo para dormir um pouco.  
Diz a letra:

"Entra Mestre, descansa um pouco.
Estás cansado, estás sedento e rouco.
Dorme Mestre, a casa é Tua 
Já fechei porta e janela pra rua
Deixou me falando só Dormiu tão pesado fazia dó 
Como será Mestre este sonho Teu? Sonhas como homem? Sonhas como Deus? Sonhas com a glória que tinhas com o Pai, na luz? Ou sonhas com a cruz? 
Perdoa Mestre, mas já é hora 
Uma multidão te espera lá fora 
Estás decidido, não te detenho
Vais curando até chegar ao lenho
Partiu, fica a paz em mim, 
Fica sala com cheiro de jasmim 
Vai verter a vida do corpo Seu, Pra levar a culpa de alguém como eu, 
Pra lavar o sujo do meu próprio eu, Levar-me puro a Deus

Qual seria o sonho de Jesus? Assim como nós sonhamos com coisas muito boas que nos aconteceram no passado, estaria Jesus sonhando com saudade da glória que tinha deixado para trás? Assim como nós tememos fatos que nos podem vir a acontecer, estaria Jesus sonhando com a cruz que sabia ter que enfrentar em breve?

Certamente a vida de Jesus foi movida por um grande sonho: o sonho de ver pessoas sendo resgatadas da desesperança, perdoadas de seus pecados, restauradas na amizade com o Pai Celestial, fortalecidas em seu mundo interior, purificadas de toda a sujeira de seus lábios, olhares, ações e intenções, animadas para uma nova vida, curadas de todas as mazelas, passando a viver no amor que nunca tiveram, sendo transformadas segundo seu caráter e cheias do seu Espírito de mansidão, domínio próprio, bondade, fidelidade, benignidade e longanimidade.

Jesus sonhava em derramar profusamente sua paz e alegria.

Mas para seu sonho se tornar realidade teria que enfrentar a crueldade da cruz. A cruz não era um fim, mas um meio. Ela não terminaria com a morte, mas iniciaria uma nova vida. Encerrava a loucura humana de matar um inocente, mas nascia a sabedoria de Deus para ressuscitá-lo. Pensava estar derrotando, mas seria derrotada. Atrás do que parecia claro aos olhos, escondia-se o mistério da ressurreição. E junto com a ressurreição de um, a ressurreição de uma multidão. Ao final dela, cumpriam-se as palavras do profeta: "Ele verá o fruto do penoso trabalho de sua alma e ficará satisfeito; o meu Servo, o Justo, com o seu conhecimento, justificará a muitos, porque as iniquidades deles levará sobre si"  (Isaías 53.11).         

Jesus não sonhava nem com a glória que deixou, nem com a cruz que enfrentaria. Jesus sonhava com você!

Artigo originalmente publicado em http://www.ipilon.org.br/. Para obter autorização para reprodução do texto, entrar em contato pelo e-mail comunicacao@ipilon.org.br 

Leia também
Dos sonhos a uma vida frutífera
Procura-se intérpretes de sonhos e visões!