Artigos

Compartilhe

Reflexão

Aba Pai: o jeito carinhoso de nos acolher


Que o coração de vocês não fique aflito. Creiam em Deus; creiam também em mim. Existem muitas moradas na casa do meu Pai; se não fosse assim, eu lhes diria. Vou preparar moradas para vocês. E quando tudo estiver pronto, então eu virei buscar todos, para que possam sempre estar onde eu estiver.
(João 14.1-3 - Nova Bíblia Viva).

A morte de Jesus estava muito perto. O coração de seus discípulos ficou apreensivo e aflito. Diante desse quadro, Jesus lança a afirmação que só tem um jeito para fugir da angústia e aflição: crer em Deus e em Cristo. Como prova de que poderiam confiar e descansar, Jesus apresenta a casa do Pai que simboliza o lugar de acolhimento, manifestação de carinho, provisão e vida. Tudo o que estava acontecendo fazia parte do plano do Pai que traz consolo e ânimo na caminhada e que Jesus passa a revelar.

Jesus revela que as moradas na casa do Pai já estavam preparadas: Existem muitas moradas na casa do meu Pai; se não fosse assim, eu lhes diria. Tinha conhecimento de causa. Não estava mentindo para um consolo barato. Sabia que, desde a fundação do mundo, a casa não era morada de um único Filho, mas lugar para todos os filhos e filhas. Casa é uma poderosa figura de linguagem que representa lugar de descanso, segurança, aconchego, alegria, intimidade, provisão. O Pai sempre teve em seus planos trazer todos os filhos para viverem em sua presença.

Jesus revela que o acesso para a casa do Pai estava sendo preparado: Vou preparar moradas para vocês. Tinha conhecimento que havíamos perdido o rumo da casa do Pai quando nos desgarramos por causa do pecado. Em resposta, o Filho estava preparando o acesso às moradas na casa do Pai. Suas palavras dizem respeito à sua morte e ressurreição para nos abrir o novo e vivo caminho para a casa do Pai. Ele é o caminho! De fato, Jesus morreu unigênito e ressuscitou primogênito. Morreu como Filho único e ressuscitou como o primeiro de muitos irmãos. Por isso, logo que ressuscitou, Jesus disse às mulheres em sua primeira aparição que chamassem seus irmãos para um encontro (Mt 28.10).

Jesus revela que voltará para nos levar para a casa do Pai para sempre: E quando tudo estiver pronto, então eu virei buscar todos, para que possam sempre estar onde eu estiver. A verdade é que um dia ele voltará. Voltará em um tempo ou época que o Pai reservou pela sua exclusiva autoridade (At 1.7). Voltará em um futuro desconhecido que pode ser antes que você acabe de ler este texto. Voltará para nos levar para a casa do Pai. Esse tema tem gerado em mim algumas canções como esta: Meu coração firmado está / Na convicção: Jesus virá! / Tal como a luz, assim será / Nenhuma força impedirá / Como um ladrão surpreenderá / Sem avisar, aparecerá / Sobre as nuvens surgirá // Em majestade descerá / E em toda terra se verá / A Sua glória brilhará / E seu poder revelará / E todo ser confessará / E todo joelho se dobrará / Diante do Rei se ouvirá: // Hosana! Nas maiores alturas! Hosana! Bendito o que vem!

A casa do Pai é lugar aconchegante já preparado, com acesso conquistado pelo Filho que um dia voltará para nos levar aonde está. Por isso, nosso coração não precisa ficar aflito. Não fomos esquecidos, nem deixados para trás. Estamos em seus planos e habitaremos em sua casa para todo o sempre!

Reprodução Autorizada desde que mantida a integridade dos textos, mencionado o autor e o site http://www.institutojetro.com e comunicada sua utilização através do e-mail artigos@institutojetro.com.

Leia também
A alegria da Casa do Senhor
Chão de estrelas
Olhando para os céus, para as entranhas e para o Agnus Dei