Artigos

Compartilhe

Finanças e Contabilidade

Crowdfunding: Mobilização de recursos pela Internet


Mais de 2,5 bilhões de dólares captados pela Internet para filantropia através de sites de crowdfunding ao redor do mundo. Essa é a soma apenas dos sites que divulgam seus números e atuam especificamente para financiar projetos relacionados a causas. A grande maioria deles consta na coluna donations na lista de sites de crowdfunding do site Smarter Money - http://www.smartermoney.nl/

No Brasil

Apesar da quantia expressiva já captada e de existirem sites de crowdfunding no exterior desde 2002, o Brasil ainda está dando seus primeiros passos no crowdfunding, especialmente no Terceiro Setor. Mas já existem 30 (trinta) sites brasileiros de crowdfunding com a proposta de financiar diferentes tipos de projetos: criativos, shows e eventos, de software, culturais, sociais, ambientais, dentre outros.

Atuando exclusivamente para o Terceiro Setor, temos o site Impulso - http://www.impulso.org.br/que trabalha com empréstimos a microempreendedores de baixa renda e o site LET'S - http://www.lets.bt/ que trabalha com crowdfunding para projetos sociais, ambientais, educacionais, esportivos e culturais.

Definição

Traduzido para o português como Financiamento coletivo ou Financiamento colaborativo, o crowdfunding é a obtenção de capital para iniciativas de interesse coletivo através da agregação de múltiplas fontes de financiamento, em geral pessoas físicas interessadas na iniciativa. O termo vem sido usado para descrever ações especificamente pela Internet para arrecadar dinheiro para diferentes tipos de projetos, onde os apoiadores recebem "recompensas" em retorno ao seu apoio.

A força da Multidão

A palavra crowdfunding se traduzida de forma literal para o português seria algo como financiamento pela multidão. Esse é o foco do crowdfunding. Utilizar a força da multidão para financiar projetos. Possibilitar que muitas pessoas, quando identificadas com o propósito de um projeto e cada uma contribuindo com qualquer valor que puderem (a maioria com pequenos valores), possam juntas tornar um projeto realidade.

Lembramos que os produtos e serviços de projetos de geração de renda da organização podem ser oferecidos como recompensa (contrapartida) aos apoiadores dos projetos via crowdfunding. Nessa possibilidade, destacamos um caso recente de um projeto denominado Krochet Kids Peru que conseguiu captar via crowdfunding US$ 37.000,00 - 6 (seis) vezes mais do que sua meta inicial de US$ 6.000,00. Quem patrocinava o projeto ganhava um chapéu feito por mulheres em comunidades carentes no Peru. A organização transformou o patrocínio via crowdfunding em uma compra social. As pessoas sentiam que estavam mudando a vida de pessoas no Peru ao patrocinar o projeto pelo crowdfunding levando os chapéus como recompensa.

O Iphone das Doações

O Iphone fez sucesso ao unir ferramentas que já existiam no mercado e criar um dispositivo extremamente útil e com design arrojado. Da mesma forma, o crowdfunding uniu ferramentas já disponibilizadas no mercado em um modelo de captação inovador, transparente e fácil de ser utilizado tanto pelas organizações quanto pelos patrocinadores.

Nem todos os sites de crowdfunding funcionam exatamente da mesma forma. Mas, algumas características têm se destacado na maioria dos sites de crowdfunding. A existência de:

  • Vídeo do Projeto
  • Meta de Arrecadação
  • Prazo de Arrecadação
  • Recompensas aos Patrocinadores
  • Integração com as redes sociais (Facebook e Twitter)
  • Modelo de Captação Tudo ou Nada

Tudo ou Nada x Captação Parcial da Meta de Arrecadação

No modelo de captação Tudo ou Nada (modelo presente na grande maioria dos sites de crowdfunding) a organização só recebe o dinheiro se alcançar sua meta de arrecadação dentro do prazo da campanha de crowdfunding (que vai até no máximo 90 dias). Caso não consiga, todo o dinheiro é devolvido aos patrocinadores. A proposta é que o Tudo ou Nada, com um prazo de arrecadação bem definido, gere um senso de urgência para mobilizar todos que se identificam com o projeto.

Entretanto esse modelo do Tudo ou Nada pode acabar frustrando aquelas organizações que tenham se esforçado durante toda a campanha de arrecadação para mobilizar muitas pessoas e tenham conseguido captar uma parte significativa da meta de arrecadação. Por isso, o site LET'S - http://www.lets.bt/ - adotou uma proposta diferenciada para o Terceiro Setor com um modelo flexível onde é possível a captação parcial da meta de arrecadação. Ou seja, mesmo se a organização não alcançar 100% da meta de arrecadação, ela sempre irá receber os recursos levantados pela campanha de crowdfunding.

Visibilidade

Uma das vantagens dos pioneiros a aderirem ao crowdfunding é a visibilidade pela inovação na forma de captação de recursos. Com o crescimento do crowdfunding no Mundo e no Brasil, a imprensa têm cada vez mais se interessado pelo assunto. No Brasil, já foram veiculadas diversas matérias sobre o assunto, incluindo os principais canais de mídia brasileiros como Fantástico, Globo News, Multishow, Folha de São Paulo, Revista Exame e muitos outros.

Como começar?

O primeiro passo é o cadastro do projeto. Entre no site de sua preferência e procure um link para "Enviar seu projeto ou Começar" e siga as instruções que aparecerem na tela.

Mobilize - Crowdfunding no Facebook

Uma nova opção no crowdfunding é usar a força do Facebook para levantar recursos para um projeto. Foi lançado recentemente o Mobilize que é um aplicativo para Facebook que permite de forma gratuita transformar qualquer página do Facebook em uma campanha de crowdfunding. Com isso, pessoas físicas ou jurídicas podem usar o Mobilize para obterem recursos para seus projetos através de sua própria página no Facebook. O Mobilize pode ser encontrado no endereço www.mobilizefb.com

Dicas

  • MOBILIZAÇÃO - O crowdfunding não é uma surpresa, é uma questão de confiança. Há uma pergunta primordial a se fazer, no momento da concepção do seu projeto: quais são as minhas redes e como posso chegar a elas? Em 99% dos casos, os primeiros apoiadores são os contatos mais próximos, quem já conhece o autor do projeto. É normal, uma vez que a confiança necessária já foi estabelecida há tempo suficiente. É o primeiro sinal verde, o que mostra que você é um autor de projeto responsável, sincero e capaz de agregar pessoas em torno da sua idéia. Assim, seu projeto ganha credibilidade e abrem-se as portas para outros apoiadores. A dica é planejar bem como você trará suas redes para apoiar seu projeto, contribuindo financeiramente com ele e também ajudando a divulgá-lo.
  • VÍDEO - Um bom vídeo faz diferença e pode ser o grande responsável pelo seu projeto conseguir alcançar a meta de arrecadação ou não. Sensibilize as pessoas através do seu vídeo.
  • RECOMPENSAS - Ofereça recompensas criativas e atrativas que realmente despertarão o interesse nos apoiadores a contribuírem com seu projeto.

Para a organização que quiser melhor se capacitar na mobilização de recursos via crowdfunding, a Diálogo Social oferece cursos sobre Crowdfunding. Saiba mais em www.dialogosocial.com.br (curso presencial) e www.dialogodigital.com (curso online).

Aberta a interessados pelo tema, lembramos também da lista de discussão crowdfunding3setor - http://groups.google.com/groups/crowdfunding3setor

"Quando os ventos da mudança sopram, alguns constroem abrigos, outros, moinhos." Claus Möller.

As mudanças trazidas pelo mundo digital, pela Internet e suas redes sociais, vieram para ficar. Deixamos aqui então a reflexão de como usaremos a força dessas mudanças, ao nosso favor utilizando ferramentas como o crowdfunding ou torceremos para os ventos passarem?

Reprodução Autorizada desde que mantida a integridade dos textos, mencionado o autor e o site http://www.institutojetro.com/ e comunicada sua utilização através do e-mail artigos@institutojetro.com.

Leia também
Porque inovar é um ministério
Quais são os segredos da Captação de Recursos
Como são os novos doadores de recursos
Captação de recursos e a viabilização de parcerias