Artigos

Compartilhe

Estratégia e Planejamento

Procrastinação não combina com gestão


O que é procrastinação?  Gestão combina com essa prática?

A palavra em si vem do latim procrastinatuspro- (à frente) e crastinus (de amanhã). A primeira aparição conhecida do termo foi no livro Chronicle (The union of the two noble and illustre famelies of Lancestre and Yorke) de Edward Hall, publicado primeiramente antes de 1548.

Procrastinação é o diferimento ou adiamento de uma ação. Logo, um procrastinador é um indivíduo que evita tarefas ou que está evitando uma tarefa em particular. No jargão popular significa "empurrar com a barriga" ou "deixar para depois".

Neste texto não quero entrar na discussão psicológica da procrastinação, mas manter o foco nos aspectos organizacionais. O primeiro ponto importante é saber que temos 1440 minutos na nossa agenda diária, nem mais nem menos.

Exemplo de procrastinação 

Vamos entender o que é procrastinação através de um exemplo. Digamos que você tem um novo projeto para desenvolver na organização. Chega ao trabalho  na segunda-feira, as 8 horas, sabendo que o limite para entregá-lo é daqui a dois dias, mas não se sente entusiasmado para começar. Um colega de trabalho passa e você começa a falar com ele sobre o time que ganhou o jogo de futebol no último domingo. Fala da seleção  brasileira que ganhou da Argentina, e como seu ele é um verdadeiro "especialista" em futebol, aproveita para saber exatamente como vai cada time no campeonato estadual e nacional. Olha para o relógio e são agora 8h15min. Dirige-se à sua mesa, mas antes de chegar até ela, vê o jornal do dia em cima da mesa de outro colega, e resolve pegá-lo para dar uma olhadinha nas manchetes. Afinal, estar por dentro dos acontecimentos é de suma importância. É importante manter-se atualizado.

Olha para o relógio novamente, e agora são 8h40min. O dia de trabalho está apenas iniciando, pensa... ainda tenho mais de 7h de trabalho. Este projeto não vai me tomar tanto tempo assim..mas é melhor eu ir começando. Só que um cafezinho antes, para dar aquele empurrãozinho não é nada mal...cafezinho feitinho na hora...quem resiste, não é mesmo? Afinal, ninguém é de ferro...e lá se vão mais 15 minutos.

Volta para sua mesa disposto a começar mesmo, mas...deixei minha filha com febre em casa...será que ela melhorou. Faz uma ligação checando o estado de saúde da filha. Nisso, Maria passa e pergunta: "Escuta, a bebê está com febre? Ouvi você falando." E a conversa vai longe, afinal, Maria também tem uma filha pequena. E lá se vão mais 15 minutos...E nada de começar o projeto. Acaba a conversa com Maria, João vem até à sua mesa e pede para você ajudá-lo com o novo sistema de informática que foi implantado. Como João faltou ao treinamento, ele ainda está meio inseguro quanto às finalidades de certas ferramentas do novo programa. É claro que é importante ajudar o João, pois como ele vai conseguir fazer seu trabalho, não é mesmo?

Para sua surpresa, João sabia bem menos que você imaginava. Você ficou tão concentrado ajudando o João a resolver o problema dele que até se esqueceu do seu. Esqueceu também do horário, que agora já está na metade da manhã é hora do cafezinho de 15 minutos que todos insistem em tomar em 30.

Após o cafezinho, senta-se defronte sua mesa, e vê quatro recados de telefonemas para serem retornados. Não sabe bem do que se trata, mas é claro que eles são importantes. E o projeto vai ficando para trás. E assim vai a manhã inteirinha.

Isto é procrastinação! Você tem uma meta, sabe o que deve ser feito, reconhece a importância dela, planejou tempo para executar a tarefa, mas simplesmente não consegue iniciá-la.

Execução

Mesmo as metas que exigem tarefas criativas precisam  ter um tempo fixado para sua execução.  A palavra é execução. Se você não tiver compromisso com a implementação, o vírus da procrastinação vai tomar você de assalto todos os dias.

Existem várias táticas de superação da procrastinação. São elas:

1) Ter uma lista de tarefas todos os dias
2) Fazer referência aos seus objetivos de curso, médio e longo prazos.
3) Trabalhar na área problemática até superá-la.
4)  Estabeleça prioridades.
5)  Concentre-se em um problema de cada vez.
6)  Selecione a melhor hora para desenvolver as atividades.
7)  Divida a atividade grande em pequenos pedaços.
8)  Estabeleça prazos para si mesmo e cumpra-os.
9)  Não evite problemas grandes, enfrente-os.
10) Não deixe o perfeccionismo paralisá-lo.
11) Use a tecnologia a seu favor.
12) Controle sua ansiedade.
13) Mude o jeito de fazer as coisas, se preciso for.

Reprodução Autorizada desde que mantida a integridade dos textos, mencionado o autor e o site http://www.institutojetro.com/ e comunicada sua utilização através do e-mail artigos@institutojetro.com.

Leia também
Dicas práticas para organizar seu tempo 
O líder e a gestão do tempo 
Qual é a principal vilã da administração do tempo?