Gestão do conhecimento - Comunicação e Marketing - Artigos - Instituto Jetro

carregando...
Home > Artigos > Comunicação e Marketing > Gestão do conhecimento

Gestão do conhecimento


Publicado em 30.11.2010
Uma preocupação que as instituições possuem hoje (ou pelo menos deveriam), é de como armazenar o conhecimento adquirido de modo estruturado, permitindo recuperá-lo sempre que necessário. Tanto que uma matéria recente da revista Você S/A sobre as profissões do futuro, constava na lista a de "Analista de memória institucional". 

Pensando historicamente, essa tendência é "natural". Os bens materiais de tecnologia,  estão se tornando exponencialmente mais baratos e mais potentes. Segundo os estudos da Singularity University (Faculdade da NASA, nos EUA), até 2023 um computador terá a mesma capacidade de processamento do cérebro humano, e até 2050, a mesma capacidade que todos os cérebros do planeta. Se falarmos em Smart Dust (nano-processadores interligados em processamento distribuído), a capacidade de processamento parece infinita.

Esse avanço tecnológico e cultural faz com que o principal "ativo" das empresas e instituições de hoje não sejam bens materiais, mas sim pessoas, especificamente, o conhecimento que essas pessoas possuem. Não é por menos que estamos na era da comunicação e da informação, da construção do conhecimento de forma colaborativa. Para uma instituição, perder um colaborador é muito mais do que uma pessoa a menos no grupo, é parte de seu conhecimento que está sendo perdido.

Falando agora no nosso contexto, igrejas, a necessidade de gerir conhecimento não é menos importante ou necessário do que nas instituições comerciais. Começando pelo básico, quantos sermões, estudos e reflexões já foram feitos na sua igreja, e depois simplesmente perdidos? Excelentes pregações que passados alguns domingos cairam no esquecimento? Ou então, arquivados apenas os slides utilizados, que ao serem acessados, não falavam por si só o que foi pregado? Ou então, quantas vezes algo ficou parado porque a pessoa que fazia (ou faz) não está, e ninguém mais sabe fazer? Pensando em informações mais sutis, como eu guardo a informação que determinada casa não tolerou uma abordagem de evangelização e outra se mostrou bem receptiva, para que as próximas pessoas que participarem de uma evangelização de rua saibam previamente como lidar em cada uma das situações? Ou ainda, como armazenar sites e informações da web que são relevantes?

A resposta para  essas perguntas ainda não é muito clara, ou melhor, definida. Não existe uma solução ou ferramenta mágica que você irá implantar e solucionar essas questões de forma definitiva. No entanto, existem princípios para que isso funcione, e alternativas de como fazer isso.

Princípios

1) Colaboração

Não adianta nomear um responsável por construir essa base de conhecimento. O conhecimento só é construído quando as pessoas se interagem e colaboram entre si, com discussões, comentários e críticas construtivas, ou outras formas de interação. Um exemplo claro de conhecimento gerado pela colaboração é a própria Wikipedia, maior enciclopédia do mundo, desenvolvida totalmente de forma colaborativa.

2) Comprometimento

Para que essa colaboração aconteça, é necessário que cada pessoa tenha um comprometimento pessoal com ela. Precisamos sempre manter o sentimento de que estamos fazendo parte de algo maior, que estamos colaborando para a construção de um conhecimento que ajudará pessoas no futuro, e por isso vale a pena gastar tempo armazenando essa informação que você possui. Particularmente, é o motivo pelo o qual eu escrevo meu blog, para que possa ser útil,de alguma forma, para pessoas que precisem de um conhecimento que talvez, eu possa dar minha ajuda.

3) Apoio

A igreja, como em outras instituições, tem boas idéias enterradas por falta de apoio e visão da liderança. O incentivo da liderança para que esse tipo de iniciativa seja aplicada em toda a igreja é decisivo para o sucesso. Isso porque envolve a mudança de uma cultura, ou seja, as pessoas devem assimilar essa idéia e praticá-la, o que não é uma tarefa fácil. Mas se no seu caso você não tem esse apoio, procure pelo menos realizar no seu contexto, como, por exemplo, na sua sala de EBD, ou no grupo de louvor que você toca.

Confira no blog do autor vários links para vídeos explicativos.  

Reprodução autorizada desde que mantida a integridade dos textos, mencionado o autor e a fonte como: http://www.institutojetro.com/ e comunicada sua utilização através do e-mail artigos@institutojetro.com.

Leia também
A gestão do conhecimento com foco na capacitação de líderes 
Resgatando a memória da Igreja
Porque inovar é um ministério

URL: http://www.institutojetro.com/artigos/comunicacao-e-marketing/gestao-do-conhecimento.html
Site: www.institutojetro.com
Título do artigo: Gestão do conhecimento
Autor: Renan Alencar de Carvalho

Mais Lidos

carregando...

Comentários